http://links.lomadee.com/ls/TzNTUDtVWlgyM2JVNDsyNDgxOTc5MjswOzEzNTszMzYyMjIyODs7QlI7MTs-.html?kw=time%2Cjogo%2Cclube%2Catletico%2Cgol%2Cvitoria%2Cpalmeras%2Cderrota

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Atlético-MG e Grêmio apenas empatam em BH e 'deixam' Fluminense folgar na liderança

Pressionados pela vitória do Fluminense sobre o Náutico, na véspera, por 2 a 1, Atlético-MG e Grêmio fizeram um jogo nervoso e equilibrado, na noite deste domingo, no Independência, que terminou empatado por 0 a 0.

Dessa forma, o time atleticano já não poderá superar o tricolor na liderança do Brasileiro na próxima quarta-feira, quando visitará o Flamengo, no Engenhão, em jogo adiado do primeiro turno da competição.


Cercada de expectativa e considerada pelo técnico Cuca como a “primeira das duas decisões” do Atlético-MG, a partida foi emocionante. Faltaram gols, mas outros ingredientes típicos de um grande jogo estiveram presentes: belas jogadas individuais, bolas na trave, boas defesas dos goleiros, chances desperdiçadas, muita vontade e um belo espetáculo da torcida atleticana

Os alvinegros colocaram faixa em homenagem à dona Miguelina, mãe de Ronaldinho. “Emocionante. Se Deus quiser, vou fazer um gol para retribuir”, disse o jogador, que não conseguiu seu objetivo. Com o empate, o 3º no Independência em todo o Brasileiro, o Atlético-MG já não ganha há dois jogos, pois vinha de derrota para o Náutico, por 1 a 0. O time manteve a vice-liderança, com 52 pontos, quatro a menos que o Fluminense.

Já o Grêmio empatou a segunda partida seguida, ambas como visitante, já que na rodada passada ficou no 1 a 1 com o Flamengo. O time de Vanderlei Luxemburgo desperdiçou a oportunidade de ultrapassar o adversário e chegar a segunda colocação. Com 49 pontos, o tricolor gaúcho está a sete do Fluminense.

O primeiro tempo começou com um lance confuso na área atleticana, em que o atacante Kleber não conseguiu finalizar. A resposta atleticana foi aos 4 min, quando Carlos César aproveitou rebote, mas errou o alvo. Os chutes de média distância eram trunfo dos donos da casa. Aos 8 min, Leandro Donizete bateu com força e Marcelo Grohe fez ótima defesa, mandando a bola para escanteio. Após a cobrança, Réver cabeceou fraco, mas o camisa 1 gremista defendeu com facilidade.
O Atlético-MG tentava tomar a iniciativa da partida, que era truncada, com muitas faltas, especialmente do Grêmio. Apesar da forte marcação, o jogo era emocionante, com boas jogadas dos dois lados. A torcida alvinegra, reconhecendo a sua importância, tentava apoiar, mas, em alguns momentos, o tricolor gaúcho conseguiu calar os torcedores da casa.
Nos 45 minutos iniciais, o time atleticano esteve melhor, especialmente quando conseguiu impor sua velocidade e também em lances individuais de Ronaldinho Gaúcho. Em um deles, arrancou e serviu Guilherme, que perdeu. Cada time mandou uma bola na trave adversária. A do Atlético-MG foi em belo chute de Carlos César, aos 23 min. Para o Grêmio, foi com Elano, aos 41 min, em cobrança de falta. No rebote, o volante Souza, que estava livre, finalizou mal e desperdiçou ótima oportunidade.
Ronaldinho Gaúcho pediu mais capricho na finalização, ao deixar o campo, no intervalo. “Tivemos oportunidades e precisamos aproveitar. Esse tipo de jogo tem poucas ocasiões de jogo, vamos conversar para não errar de novo”, comentou o camisa 49 atleticano. Elano considerou normal a pressão atleticana. “Eles estão jogando em casa, mas nossa equipe está se comportando bem, é só acertar um pouco mais no contra-ataque”, analisou
Ao contrário do tempo anterior, o Grêmio voltou mais ofensivo para a etapa final, mostrando um posicionamento diferente, com Zé Roberto, por exemplo, atuando mais perto da área atleticana. Apesar disso, a equipe gaúcho continuava marcando forte e dificultando para o time atleticano. Aos 22 min, após vacilo de Richarlyson, Pará cruzou e deixou Marcelo Moreno, livre, que desperdiçou chance incrível.
No segundo tempo, as melhores chances de gols foram criadas pelo Grêmio, que usava bem as extremas do campo. O problema estava na finalização. O Atlético-MG já não conseguia ameaçar o gol de Marcelo Grohe e nem mesmo as entradas de Neto Berola e Escudero nos lugares de Guilherme e Leonardo, que foram inoperantes, mudou o panorama. Ronaldinho Gaúcho, que na fase inicial se destacou, caiu de rendimento e só apareceu para fazer uma série de faltas. Aos 46 min, por reclamação, Cuca foi expulso de campo por Heber Roberto Lopes. Os jogadores atleticanos reclamaram muito da atuação do árbitro. “Amarrou muito o jogo”, salientou. O volante Fernando considerou o empate "de bom tamanho" para o Grêmio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estamps Camisetas